Arquivo para maio, 2011

“A Delícia de Ser Mulher”

Olá, Meninas!
    No próximo dia 18 de junho(sábado) estarei realizando mais uma jornada de Biodanza canalizada ao feminino.
    Trabalharemos vários aspectos desse rico tema, que é um convite ao reencontro com a capacidade de se revincular com o essencial em você, ser mulher! 
    Dessa vez o evento será realizado no Centro de Biodanza da Tijuca, saída do metrô S. Peña, rua General Roca, 778, sala 809. Hora: 10:00 às 17:00. 
    Investimento promocional: R$60,00.
    Cada participante deverá levar algo para partilhar à mesa do lanche coletivo.
Lembro que é indispensável o uso de saia, mesmo que com um short ou legging por baixo.
   
    Aguardo feedback das interessadas por mail ou cel: 8486-4311
    Com carinho
                       Leila Maria Augusta de Almeida.
                       www.biodanzacarioca.wordpress.com

” A Delícia de Ser Mulher”

Assim foi a nossa jornada para mulheres…

O porquê ?…Porque foi bom!!!

Histórias de meninas…presenças em saias rodadas, perfumadas!

Vivência da manhã:  Celebração e Reconexão à Natureza Feminina.
Mãe terra, principio da natureza feminina:
Do Ilo Tempore nasce Caos, que deriva do verbo abrir-se: vazio,abismo insondável,queda,desorganização. Dele se  origina Gaia:
elemento primordial, deusa cósmica:
A terra…o  chão, a base que sustenta.
Princípio passivo, feminino, yin.
É mulher e mãe
Concebe todos os seres, as fontes, os minerais e os vegetais.
Virgem penetrada pelo arado e fecundada pela chuva,sperma, semente do céu.
A primeira hierogamia foi com Urano, gerado por ela mesma.
A descida ao útero da terra tem sempre o mesmo significado: regeneração pelo contato com as forças telúricas.

Eu sou a terra!
Sou a terra que recebe a semente.
Sou o beijo e o útero.
Sou a terra de todos os frutos.
Eu sou o que alimenta e o alimentado.
Sou a matéria dos corpos eriçados de prazer.
Sou o sabor, a doçura, o sol, o ácido.
Sou a mãe!

Essência: Nutrição.

Em excesso: rigidez, pessimismo, dificuldade de lidar com a poesia da vida e das pessoas. Apego: se relaciona com a vida a partir daí.
Em escassez: pouca consciência de si mesmo, aspectos práticos e objetivos  prejudicados. Não têm e não dão estrutura.

“Tatiando a argila, como um cego no começo do mundo, apalpando suas entranhas úmidas, o escultor revela um sonho…as formas se aglomeram no pantano dos primeiros atos, disseminando novas formas, articulações…Um ser monstruoso gera um anjo…A carícia é resgatada do caos eterno, surge então uma beleza indescritível, como da primeira vez”
Rolando Toro.
Vivência da tarde: “O prazer e a delícia de ser mulher”
” O prazer é a origem de todos os bons pensamentos e sentimentos. Quem não tem prazer corporal se torna rancoroso, frustrado e cheio de ódio. Seu pensamento torna-se distorcido  e seu potencial criativo se perde. Desenvolve atitudes auto-destrutivas. O prazer é a força criativa da vida. Única força capaz de se opor à destrutividade…”
Alexander Lowen

Encontro de mulheres de um lugar de intimidade e compreensão.” Na comunicação essencial surge a cumplicidade absoluta de viver o instante juntos. A possibilidade de conviver num nível de comunicação sutil, onde as pessoas se sentem vivas!
Rolando Toro

A delícia de ser, em conexão com nossa própria natureza…para nos tornarmos mais vivas!!!

Facilitadora Didata em Biodanza: Leila Maria Augusta de Almeida

Biodanza no mundo…San Francisco EUA

“A Delícia de Ser Mulher”

Olá, Meninas!
 
    No próximo dia 14 de maio(sábado) estarei realizando uma jornada de Biodanza canalizada ao feminino.
    Trabalharemos vários aspectos desse rico tema, que é um convite ao reencontro com a capacidade de se revincular com o essencial em você, ser mulher! 
  O evento será realizado na Cinelândia, centro do Rio de Janeiro. Edifício Odeon sala 402. Hora: 10:00 às 17:00. 
    Investimento R$:60,00
    Cada participante deverá levar algo para partilhar à mesa do lanche coletivo.
   
    Aguardo feedback das interessadas por mail ou cel: 8486-4311
    Com carinho
                       Leila Maria Augusta de Almeida.
                     

Aula da semana na Tijuca, vamos?

Vitalidade, conexão com a vida!…Estabelecer uma conexão altamente precisa com todas as manifestações de vida a sua volta. Abrir os braços para aquilo que está vivo!…Não se aprisionar em conceitos, caminhos, ritmos…variar! Estar em feedback com a realidade, aprender a falar e a ouvir, sair de uma vazia e morta relação mecânica(Jaspers). Se conectar com o que está vivo em você…entrar em intimidade com aquilo que te faz mais vivo! Perceber com suas próprias mãos os traços vivos no ambiente…e também em você!. Entrar em relação com as forças vivas do universo..partilhar, dançar a dança da vida juntos! 

Te espero dia 4 de maio às 19:30 na Rua Gal Roca 778 sala 809

Entre em contato: 8486-4311