Arquivo de julho, 2012

Biodanza na Cinelândia com Leila de Almeida e Rodica Blues



Ao Amigo

Àquele…

Ao velho, ao novo, ao atual…

Ao que ainda nem conhecemos…

Àquele que por uma vez…

Ao que nos escuta…

Ao que nos fala…

Ao que fica em silêncio…

Ao que mete bronca…

Ao que nos acolhe sempre…

Ao que ainda tem medo…

Para todos vocês, amigos de caminhada, amigos dessa jornada milagrosa da qual fazemos parte…

Passageiros da eternidade vivendo o mesmo tempo!

Agradeço à vida por cada um de vocês!

Leila Maria Augusta de Almeida

Aula Aberta de Biodanza dia 31 de julho na Cinelândia!

Se sua empresa ainda não se compromete com o seu bem-estar, faça você mesmo sua opção!

Te oferecemos esse espaço bem pertinho do seu trabalho.

Venha participar de nossa aula aberta no dia 31 de julho. Ed Odeon, sala 402 às 18:30. Cinelândia, RJ, Brasil.

Um espaço e um tempo para você. Para você se ver, se rever, se relacionar, se enriquecer!

“Felicidade é um caminho a percorrer”.

Venha retomar seu caminho: sentir, se responsabilizar e se comprometer com cada passo!

Informações pelos mails: leila_biorio@yahoo.com.br

                                             rodicablues@yahoo.com.br

A Terra – Jornada dos Quatro Elementos – Cabo Frio, RJ. Brasil

Jornada dos Quatro Elementos
A Terra
Do Ilo Tempore nasce Caos, que deriva do verbo abrir-se: vazio, abismo insondável, queda, desorganização.
Dele se  origina Gaia, elemento primordial, deusa cósmica: 
a terra…o  chão, a base que sustenta.

Princípio passivo, feminino, yin.
 É mulher e mãe.

Concebe todos os seres, as fontes, os minerais e os vegetais.

Virgem penetrada pelo arado e fecundada pela chuva, esperma, semente do céu.

A primeira hierogamia foi com Urano, gerado por ela mesma.
A descida ao útero da terra tem sempre o mesmo significado: regeneração pelo contato com as forças telúricas.
Eu sou a terra!

Sou a terra que recebe a semente.

Sou o beijo e o útero.

Sou a terra de todos os frutos.

Eu sou o que alimenta e o alimentado.

Sou a matéria dos corpos eriçados de prazer.

Sou o sabor, a doçura, o sol, o ácido.

Sou a mãe!
Essência: Nutrição.
Em excesso: rigidez, pessimismo, dificuldade de lidar com a poesia da vida e das pessoas. Apego: se relaciona com a vida a partir daí.
Em escassez: pouca consciência de si mesmo, aspectos práticos e objetivos  prejudicados. Não têm e não dão estrutura.
Nosso encontro será um passo em direção à  intimidade e a compreensão do elemento.
” Na comunicação essencial surge a cumplicidade absoluta de viver o instante juntos. A possibilidade de conviver num nível de comunicação sutil, onde as pessoas se sentem vivas!”
Rolando Toro
Resgatar a conexão com nossa própria natureza…para nos tornarmos mais vivos!

Data: 11 de agosto de 2012

Horário:9:30 às 18:00

Local: Praia das Palmeiras, Rua Paulo Burle.

Investimento: R$80,00.

Cada participante deverá contribuir com um prato de salgado, ou um prato de doce, ou uma bebida para partilhar no almoço coletivo.

Lembrando que a escolha sempre passa pela afetividade. Levando o melhor para partilhar! Cuidando da alimentação do grupo!

Depósito para a Conta do Banco do Brasil
Ag: 0150-3
Cc: 37.224-2
Favor enviar confirmação do depósito por e-mail e a sua opção na lista do almoço coletivo:
( ) doce, ( ) salgado,
ou ( ) bebida.
(*) Para aqueles do Rio que desejarem participar, existe a possibilidade de seis vagas na casa para estadia (+R$100,00) no fim de semana.
Facilitadora Didata em Biodanza: Leila Maria Augusta de Almeida

Mesa redonda e oficina de Biodanza no 50º Congresso Científico do Hupe



Orgulho de ser eu…

Desde criança brigo com meu nome…não achava bonito.  Leila Maria  eu via como o nome mais cafona que minha mãe poderia ter escolhido…Foi na Biodanza, muitos anos depois que assumi a beleza dele…Segundo um amigo: “ninguém nasce impunemente com um nome como o seu”…

O primeiro desejo de gostar do meu nome, veio da admiração por uma mulher que viveu no Rio de Janeiro, como eu, e que revolucionou os costumes da época com sua beleza, singeleza, sensualidade, alegria e presença! Leila Diniz!!!…Sua morte trágica e prematura acabou me deixando orfã desse sentimento …

Biodanza e minha facilitadora Lícia Barreto foram os responsáveis pelo nascimento desse orgulho do meu nome, orgulho de ser o que sou! De assumir e tomar posse de tudo que é meu e que sou eu! Integração!…Processo esse, que hoje,  trabalho nos meus grupos de Biodanza!

Pesquisando um pouquinho descobri:

Leila: negra como a noite,  completa escuridão, noite…

Maria: aquela que dá a luz, senhora soberana, vidente…

Enquanto um é árabe, o outro hebraico…as polaridades em todos os níveis…

Augusta: pura de sentimentos, nobre, glorificada, majestosa. Origem: latim

Almeida: A mesa, sobrenome de origem geográfica portuguesa. Campo plano, planalto

São tantas histórias em tão poucas palavras, apenas quatro palavras…

Descobri que sou múltipla, carrego muitos caminhos em mim…mas que a singularidade de meu nome, me confere identidade, com ela quero viver em paz e em abundância!

A vida nos põe limites, um nome escolhido por outro!  Foi um processo para chegar onde estou…aceitar, acolher, amar e reverenciar um fato assim apenas nos engrandece…significa que aceitamos a vida em nós!…Claro que eu não diria isso se minha mãe tivesse colocado meu nome de Riroca…nesses casos de abuso dos pais, é necessário pedir auxílio à justiça.

Assumir nossas diferenças simplesmente engrandece a todos!!! Estamos passando por um processo de globalização geral…todo mundo quer ter a mesma cara, o mesmo corpo, o mesmo cabelo…

Já dizia Jung…não percamos a pulsação..

Esse seria o maior risco da humanidade…

Se pasteurizar…

Rio +20 20/06/2012

Nesse dia tudo aconteceu…choveu, faltou luz…a marcha dos povos na hora…e quando pensávamos que não poderíamos dançar a luz voltou…e a vivência aconteceu de maneira tão mágica, como eu nunca poderia imaginar…foi o dia da terceira idade e das presenças luminosas…Tudo foi tão fluido e bonito e emocionante…toquei e fui tocada por cada um…quando eu até já tinha desistido daquele dia…

Os feedbacks emocionados, mesmo daqueles que só puderam assistir…Ai…tudo de bom! Aquele encontro, me fez mais bonita e feliz!!!