Arquivo para setembro, 2012

Biodanza e a Vivência dos Quatro Elementos. Módulo Ar. Venha Celebrar a Primavera!

Primavera

O homem que se torna leve como o Ar não pesa sobre os outros, não os culpa, não os condiciona, não os prende. Ser leve é desejar para si e o mesmo para os outros.  O ar doce e refrescante de uma Primavera significa renascimento.
.
• Módulo 2 -O Ar/ Primeiros Contatos.

O elemento ar está ligado a capacidade mental , a forma como nos comunicamos. O ar é leve e essencial ao movimento vivo. Em equilíbrio confere graça nos movimentos físicos, percepção equilibrada e boa comunicação com os outros.

A superabundância de ar  pode causar inquietação, ansiedade, nervosismo. Ao expressar essa superabundância em movimentos expressivos harmonizamos esse elemento em nós.

Para quem  falta o elemento  ar,  exercícios de  respiração livre e dançante são uma necessidade. Trabalhos em grupo podem aumentar sua habilidade de comunicação; a dança ajuda e se tornar cônscio do movimento através do espaço. Biodançar é fundamental!

Os Ventos, quando em harmonia, refrescam a Terra, embalam as Águas! Apagam o Fogo, purificam o Ar! Os Ventos levam e trazem as chuvas; amenizam o calor do Sol, contam histórias. Os Ventos varrem as tristezas da Terra e trazem as alegrias dos Céus.

Vamos celebrar e dançar essa nova estação, incorporar seus ritos para que traga bons ventos e boas novas!!!

R$80,00.

Cada participante deverá contribuir com um prato de salgado, ou um prato de doce, ou uma bebida para partilhar no almoço coletivo.

Depósito para a Conta do Banco do Brasil
Ag: 0150-3
Cc: 37.224-2
Favor enviar confirmação do depósito por e-mail

leila_biorio@yahoo.com.br  –  leila@biodanzacarioca.com.br

e a sua opção na lista do almoço coletivo:
( ) doce, ( ) salgado,
ou ( ) bebida.

Módulo 3: 20 de outubro de 2012. Elemento Àgua!

Módulo 4: 1º de dezembro de 2012. Elemento Fogo!

Projeto Minotauro: 9, 10 e 11 de novembro. O Mito. Fronteira do Medo de Viver.

Anúncios

Gratidão!

 

Agradeço

A toda a minha angústia

Que sempre me moveu em busca.

Ao meu inconformismo

Que sempre me impulsionou

A ter nas mãos o meu destino.

À vida…com suas imprevisibilidades…

Ao meu pai, à minha mãe…que plantaram em mim sementes da humanidade.

Agradeço à minha família, aos meus filhos.

Agradeço aos meus amigos

Agradeço aos meus professores

Agradeço à minha família Biodanza

Agradeço ao Rolando

Agradeço a mim mesma

Por agarrar as oportunidades

Por fazer as minhas escolhas

Por traçar o meu caminho

Por não me furtar ao olhar do outro

E através desse olhar…

Fortalecer minha identidade

E me sentir cada vez mais capaz

De aceitar o movimento da vida

E de dar as minhas respostas…

E, agradeço de uma forma especial também àqueles, que de alguma maneira, cruzaram meu caminho e foram responsáveis por alguma vírgula, por algum ponto, por alguma palavra, por uma nova estrofe, por uma mudança de percepção, por alguma mudança de concepção, por uma nova rima, por um verso de amor, por um verso de dor.

Àqueles que  com sua presença, me permitiram vivenciar o novo, aceitá-lo e incorporá-lo.

Leila Maria Augusta de Almeida.