Arquivo para dezembro, 2012

Sendo eu sem ser…

Sendo eu sem ser...

Não sou eu, é a vida…
Surpreendida por suas formas, que me incitam e provocam a imaginar e reimaginar coisas belas e fluidas…
Vou clicando nas surpresas, surpreendida também que sou…
No banho uma torrente envolvente sensual, revigorante. O azulejo, a água, o shampoo, o creme…Os cabelos, os longos fios emoldurando novidades, emolduradas pela brancura molhada pura e simplesmente…
Uma parte de mim, se solta e começa a criar vida própria…breve vida! Sou eu sem ser, sendo…transmutando, indo além…transcendendo! Trans sendo vendo, desvendo com os olhos o cotidiano. Abduzida pela beleza que brota, que salta e assalta! Nos cabelos o karma e nas mãos o dharma…Retirando os fios que se soltam, deixando que aquilo que já quer ir embora, vá…mas não sem antes se tornar reverente, reverência, existente, belo!…Pronto, captei!…E logo se vai…que se vá…sendo eu, sem ser…Adeus!

Anúncios


Que possamos hoje renascer a criança divina que habita cada um de nós!!!…
E que a inocência, a confiança, o amor e a alegria possam encontrar seus lugares de direito em nossas vidas!!!…
Quero desejar que, nessa noite, esses sentimentos puros sejam celebrados em partilha e sejam nosso maior e melhor presente!!!…
Feliz Natal a todos que dançam a vida comigo!!!!…
Que nossa roda se amplie para que possamos permanecer juntos celebrando e partilhando a vida!!!…Boas Festas!!!

Leila Maria Augusta de Almeida.